da filosofia à ficção, retratando a realidade
comentar
publicado por santissimatrindade, em 17.07.09 às 02:49link do post | favorito

Acordar é muitas vezes como comer um iogurte com um prego enferrujado.
Começa com o abandono de um recanto íntimo pendurado ao nosso ego.
É apenas cessar o sono pendente e levar com um ramo de urtigas na focinheira.
Uma sensação repleta de mau estar, estágio pelo qual temos que passar, para largar o piloto automático. Tal como um dente de leão que presente uma rajada de vento destinada a dizimá-lo. E em cinco minutos o alarme dispara tornando-se cada vez mais presente e insuportável.
 A preguiça opulenta é inércia ao hábito mas sedutora. Talvez seja a descrição ou o debulhar da humanidade enquanto escravos da rotina. Quem sabe?
É dose! Vou mesmo ter que me levantar.


 

tags:
o meu ego está:

mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
15

19
20
21
22
23
24
25

26
27
29
30
31


pesquisar no santissima
 
blogs SAPO